Ansiedade por Separação

Por Marcio Cerqueira

Este problema na minha opinião é um dos mais graves e que acaba desencadeando outra série de distúrbios comportamentais, pois está inteiramente ligado ao modo que o dono lida com seu cão. As pessoas têm a tendência de tratar o cão (ser irracional) como se fosse um filho (ser racional), porém ele não é um filho ele é o seu animal de estimação e para que ele possa entender o que você deseja que ele faça, você precisa ensiná-lo da maneira que os cães entendem as coisas. Eu digo isto porque várias pessoas me ligam desesperadas, pois seus cães estão acabando com seus utensílios domésticos, roupas, sapatos, móveis, etc.

A ansiedade por separação nada mais é do que a falta que o cão sente quando separado do que ele mais gosta (pessoa ou animal) por um determinado tempo. Acredito que os comportamentos mais comuns que os cães desenvolvem são: destruir coisas das pessoas que eles mais gostam (tênis, móveis, calças, etc), cavar buracos, latir em excesso, brigas, lamber excessivamente partes de seu corpo, etc.

Algumas dicas de como você pode minimizar ou até acabar com estes problemas:
Nunca brinque com o seu cão ao sair ou chegar em casa (pelo menos por 15 min), pois isto os deixam excitados, fazendo com que na sua ausência ele procure as suas coisas para lhe confortar, pois são nelas que está o seu cheiro (é quando ele pega seu tênis, sua escova de cabelo, come o seu sofá, rói suas cadeiras, comem suas plantas).

Deixe brinquedos espalhados pela casa (mas não se esqueça de antes, ensinar o cão a brincar com os brinquedos). Nunca de grandes prêmios ao seu cão, se você vai lhe dar um biscoito canino, por exemplo, quebre-o em pelo menos quatro pedaços e cobre algum comando dele (senta, sobe, sai, quieto, etc) isto fará com que ele tenha de trabalhar para merecer o prêmio e aumentará a sua liderança sobre o cão.

Se for sair por um grande período deixe-o em um cômodo apenas, não o deixe circular por toda a casa sem que você esteja presente, pois se ele fizer algo errado não terá como corrigir. Existem vários tipos de repelentes que quando passados ou aplicados em superfícies os cães evitam, pois os repelentes são produtos com odores e gostos desagradáveis para grande maioria dos cães.

Lembre-se que cada cão tem um temperamento e um dono em particular, caso tenha muita dificuldade em executar estas dicas ou se já o fez e não deu certo procure um profissional em comportamento animal, pois cada caso é um caso.